(19) 3114 8497 ou (19) 3836 3318 - WhatsApp (19) 99605-7776

Saiba quais empresas estão em alta em 2018 para abrir e ter sucesso

Dados recentes demonstram uma retomada na economia brasileira. Com isso, a população volta a praticar hábitos de consumo que estavam estacionados com a crise e também cria novos costumes aprendidos em época de recessão.

O fato é que uma crise traz aprendizados ligados a formas de economizar, reaproveitar o que já tem e usar a tecnologia para facilitar ações, reduzir custos ou até criar uma forma de renda. E quando começa uma retomada, as pessoas voltam a consumir produtos ligados a saúde, bem-estar, hobbies e alimentação.

Nesse momento, algumas atividades ligadas a esses comportamentos ficam aquecidas no mercado. Saiba quais são as empresas em alta para abrir esse ano:

 

Guia completo para abrir sua empresa

 

1 – Alimentação saudável

 

Produtos orgânicos, sem glúten, sem lactose, veganos e dietéticos. O mercado voltado para a alimentação saudável e para as restrições alimentares está crescendo cada vez mais.

Quem possui restrições alimentares sempre encontrou dificuldades para achar produtos que possa consumir nas prateleiras dos supermercados. Com isso, surgiu a oportunidade de criação de lojas especializadas.

Ao mesmo tempo, as pessoas começaram a ter uma consciência maior do que estão consumindo e a procurar alternativas mais saudáveis. Agregando mais um público a esses novos empreendimentos.

Mesmo com o crescimento de lojas voltadas para a alimentação saudável nos últimos anos, ainda há um vasto mercado a se explorar. Quem procura por esses produtos específicos sente escassez de produtos e estabelecimentos.

 Saúde, beleza e bem-estar em alta  

 

Assim como as lojas de alimentos saudáveis, outros negócios que englobam a saúde, beleza e bem-estar também estão em expansão, como:

  • Academias, estúdios de treinamento funcional, crossfit e esportes em geral;
  • Clinicas de procedimentos estéticos, como depilação, massagens modeladoras, tratamentos a laser, entre outros;
  • Design de sobrancelhas e maquiagem;
  • Cosméticos em geral.

2 – Espaços de Coworking

 

Um negócio que surgiu com a crise e que está em crescimento contínuo são os espaços de Coworking, os escritórios compartilhados.

O Coworking passou a ser uma opção para quem já tinha empresa e encontrou dificuldades financeiras para se manter. E também foi a solução para quem buscou abrir uma nova empresa, mas precisava de um espaço.

Esses espaços surgiram nos grandes centros e estão crescendo por todo o país. Conforme essa opção vai se tornando conhecida, a procura por ela só aumenta..

O que se aprende com a crise e fica após ela?

 

O Coworking surge e cresce em meio a crise com o conceito de economia compartilhada, onde o dividir tem grande força.

Além do dividir, o reutilizar também ganha potência entre as dificuldades financeiras e novas oportunidades surgem, como:

  • Brechós: seja físico ou online, os brechós a cada ano ganham mais força. Hoje é possível encontrar brechós de roupas, móveis e até livros;
  • Reformas e consertos: esse setor teve um progresso e ganha cada vez mais espaço.

A economia aliada a busca pelo sustentável, devido a uma conscientização maior da população, faz com que novas possibilidades de negócio apareçam. Nesse momento, procurasse a viabilidade de reutilizar o antigo antes de adquirir o novo.

3 – Tecnologia

 

A tecnologia faz parte do nosso dia-a-dia, seja no trabalho ou nas horas de lazer. Atualmente, empresas ligadas a tecnologia ganham destaque. São tendências:

  • Drones: utilizados pelo agronegócio, industrias, cinegrafistas e outros prestadores de serviço, o drone ganhou mercado tanto no uso profissional quanto para quem o adquire para a diversão;

 

  • Aplicativos: na era dos smartphones, os aplicativos se tornaram essenciais. Bancos, jogos, ferramentas de trabalho e de comunicação, canais de notícias, viagens e muitas outras coisas estão nos aplicativos. Empresas que desenvolvem aplicativos tendem a crescer em um mercado sedente da facilidade dessas ferramentas;

 

  • Impressão 3D: há muitos anos ouvimos falar da impressão 3D, que parecia uma realidade muito distante. Hoje já é possível identificar um desenvolvimento de empresas do ramo, que trazem soluções inovadoras para o seu público.

 

O mercado tecnológico cresce, pois as pessoas cada vez mais estão em busca de facilidade nas questões rotineiras. Nessa mesma situação, há um vasto campo para os prestadores de serviços.

Vai abrir o seu negócio?

Se a empresa que deseja abrir consta nessa lista, você já viu que está em um bom caminho. Se não está listada, não desanime! Há muitas outras áreas que estão em ascensão.

O sucesso de uma empresa depende muito do planejamento feito antes de sua abertura. Planejar e conhecer o mercado que irá atuar é essencial.

E pensando em você que deseja abrir a sua própria empresa, separamos 3 conteúdos que irão te ajudar nesse caminho:

  1. Dicas para ter a sua própria empresa  
  2. O que você precisa definir antes de abrir sua empresa
  3. Passos para abrir uma empresa

É fundamental conhecer bem o local que vai abrir a sua empresa e identificar todos os fatores que podem influenciar a rentabilidade dela. Além do local físico, é primordial definir como a empresa se apresentará online. Com uma boa pesquisa, um plano de negócios bem elaborado e o apoio de profissionais experientes, a abertura de sua empresa será mais fácil e rápida, no caminho da rentabilidade e do crescimento dela.

 

Abra a sua empresa com a GSi